“Não temos que ter um Estado mínimo e nem um máximo. Temos que ter um Estado necessário, na medida certa. Quem paga coisas inúteis com o dinheiro público, acaba sem fazer as coisas úteis.” Alceu Moreira

Home > Imprensa > Artigos

Reforma Política: oportunidade perdida

Havia uma grande expectativa da sociedade, mas a Câmara perdeu a oportunidade de minimamente fazer a tão esperada Reforma Política. A maioria dos deputados enterrou qualquer possibilidade de mudança e optou por manter a baderna das coligações...

09/06/2015 - Alceu Moreira, membro da Comissão de Reforma Política

Havia uma grande expectativa da sociedade, mas a Câmara perdeu a oportunidade de minimamente fazer a tão esperada Reforma Política. A maioria dos deputados enterrou qualquer possibilidade de mudança e optou por manter a baderna das coligações proporcionais e o balcão de negócios das legendas de aluguel.

Se a reforma não era a solução imediata, seria ao menos uma travessia que ajudaria a corrigir algumas distorções do nosso sistema eleitoral, ultrapassado e em crise de representatividade.

O sistema em vigor não satisfaz os anseios dos eleitores e nem da sociedade. Muitos dos eleitos não cumprem seu papel de promover soluções de vida para as pessoas, pelo contrário, legislam em causa própria. Muitos desses olhavam para a reforma e para os seus mandatos e então questionavam: se me elegi nesse sistema, por que vou mudá-lo? Outros, pouco conhecimento tiveram das soluções e propostas apresentadas durante os trabalhos da Comissão Especial.

Por isso, mesmo que a reforma não fosse a solução, seria um primeiro passo e um alento para o futuro. Como representante dos gaúchos tenho que lamentar. Fiz minha parte e votei pela mudança, mas infelizmente a maioria não a quis. A oportunidade foi perdida mais uma vez.